Como ter a minha loja no Google com AMP (Accelerated Mobile Pages)?

Como ter a minha loja no Google com AMP (Accelerated Mobile Pages)?

Você tem um site ou uma loja virtual? Deseja que estes sejam mais rápidos? Ou que tenham mais acessos? O AMP (Accelerated Mobile Pages), como o próprio nome já diz, garante a melhor performance possível de navegação.

A sua página ao ser carregada, rapidamente fará com que a experiência do seu usuário se torne melhor, principalmente quando tudo isto acontece no mobile. Pense como um usuário, se você entra num site e tem um acesso rápido e a sua experiência é agradável, provavelmente vai voltar ao mesmo site, não é?


Como funciona o AMP?

O AMP é uma forma de construção de páginas e essas páginas são armazenadas em uma rede com estrutura de cache proxy, que entrega os conteúdos baseado em documentos AMP válidos. O AMP recupera todas as páginas em AMP HTML, armazenando-as em cache e melhorando o desempenho dos sites e lojas automaticamente. Ao usar o AMP Cache, os documentos, arquivos JS e as imagens são carregadas a partir da mesma origem que está usando HTTP 2.0 para obter o máximo de eficiência.

Estas páginas irão aparecer como as restantes no Google, onde o usuário poderá clicar nelas, a única diferença é que irá aparecer um raio ao lado dos links que são compatíveis com o AMP, como pode ver na figura abaixo.


Para a dar a melhor experiência ao usuário, as páginas compatíveis com o AMP devem seguir exigências apresentadas, ou seja, remover todo o Java Script, exceto os componentes do AMP HTML. Cada página necessita da validação do AMP para ser indexada pelo Google e assim será exibida com destaque nos seus resultados de buscas.

Essencialmente, uma página AMP possui uma arquitetura que prioriza a velocidade de carregamento da página. Essa arquitetura é dividida em 3 configurações diferentes:

  • – AMP HTML: um código HTML diferente, com restrições e extensões, indo além do HTML básico. A maioria da suas tags são normais de HTML, mas algumas são substituídas por tags específicas do AMP;
  • – AMP JS: responsável por assegurar a renderização rápida de páginas AMP, de forma a que nenhum elemento seja bloqueado.
  • – Google AMP Cache: é opcional, mas armazena todas as páginas em AMP HTML em cache nos servidores do Google e melhora o seu desempenho automaticamente.

Ao ser configurada, uma página AMP acaba se tornando uma segunda versão da página, com o mesmo conteúdo da versão original, sendo identificada geralmente com “/amp” no final do link, o que facilita identificar seu desempenho de forma isolada em relatórios de web analytics.

Como validar esta página AMP?

Após fazer todas as configurações necessárias para a criação da página AMP, é necessário fazer a validação. Para isso basta acessar à ferramenta The AMP Validator, inserir o link da sua página (acrescentado “/amp” no final da URL) e clicar em “Validate”.  Se o Validation Status apresentado for “PASS”, as configurações do código estão ok.
Caso o Validation Status exibido seja “FAIL”, significa que o seu código tem erros que precisam ser corrigidos para a devida apresentação da página e indexação no motor de busca. Para facilitar a correção, a ferramenta apresenta, logo abaixo do status, uma lista com os erros encontrados.

Os sites que não adotarem esta nova estratégia não serão punidos pelo Google, mas este será um dos padrões do motor de busca. A velocidade de carregamento do site é extremamente importante para a experiência do usuário e para sua estratégia de SEO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *